Esta Rádio tem a direção geral do Espírito Santo de Deus

Baixe nosso aplicativo

Cantora Ludi acusa líder do Kemuel de abuso psicológico

A cantora gospel Ludi Moreira usou o Twitter para fazer uma série de acusações contra o grupo Kemuel, do qual era integrante. Sem citar nome...

Cantora Ludi acusa líder do Kemuel de abuso psicológico

A cantora gospel Ludi Moreira usou o Twitter para fazer uma série de acusações contra o grupo Kemuel, do qual era integrante. Sem citar nomes, ela afirmou que teve sua “sanidade mental arrancada” depois de conhecer o grupo, em específico uma pessoa, que ficou subentendido tratar-se do líder do Kemuel, pastor David Marx.

– Eu já fui deixada na rodoviária sozinha, às 22h da noite, com 20 reais e a minha mala, depois de ter feito inúmeros shows, por alguém que hoje prega o amor todos os dias em suas redes sociais. Fiquei 8 dias no Rio cantando e voltei com 300 reais. Enquanto o bonito ‘tava trocando o carro dele por um mais caro. E fora q eu tinha que estar disponível pra gravar, viajar, a voz tinha que estar muito bem afinada durante os shows… – disse.

Ludi continuou, dizendo que sofreu abusos psicológicos por parte de Marx e o chamou de tóxico.

– Perdi a conta de quantas vezes compartilhei com amigos influentes o que eu vivi como um pedido de socorro e o que ouvia eram palavras de esperança, mas essas mesmas pessoas, na primeira oportunidade, estavam com ele e gravando com ele porque, mais uma vez, o network vale mais. Mas deu. Em 2021, isso não vai permanecer mais; não se depender mim.

A voz da artista está presente nas gravações mais famosas do grupo, como nas versões de Oceano e Oh Quão Lindo Esse Nome É. Ludi fez parte do Kemuel por dois anos e deixou a banda em 2018, quando decidiu seguir a carreira solo.

– Tenham seus pés, sua mente, seus olhos focados somente em Cristo. Peçam discernimento ao Senhor pra saber o que vocês devem ouvir, admirar… se inspirar… meu medo é ver minha geração perdendo a sua salvação com mentiras – afirmou.

O grupo Kemuel ainda não se manifestou sobre o assunto. O Pleno.News tentou entrar em contato, mas não obteve resposta. O espaço está aberto para o direito de fala do grupo.

Fonte: Pleno News

COMENTARIOS